Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Cafe 28

Encontramos o Cafe 28 enquanto andávamos pela rua. Achamos o lugar estiloso, lemos algumas opiniões na internet e no dia seguinte entramos para tomar nosso café da manhã.


O recinto é bem grande e tem muita variedade, até demais: logo cedo, é possível encontrar salgados, doces, bebidas, frutas e... pratos quentes. Sério, tinha até lasanha pronta para consumo! O grande erro deles é não dispor bandeijas para os clientes pegarem quanta comida quiser, o que só piorou a minha bagunça: já estava perdida naturalmente e quase me queimando com meu próprio chá.


Não pegamos muita coisa e o que pegamos não foi nada impressionante. Ainda acho croissants sem recheio incompletos e o chá estava pelante e nem tão gostoso assim. Pelo menos não achamos tão caro assim como alguns reviews diziam. A tia mal humorada do caixa não nos ajudou a simpatizar com o lugar e provavelmente não voltaremos para ter uma segunda opinião. Pelo menos a visita rendeu algumas fotos legais.


Ficha feliz:
Satisfação da gordinha:

Mitsuwa

Do mesmo gênero do maravilhoso Eataly, fomos no Mitsuwa no dia seguinte, que é um lugar com alguns restaurantes japoneses junto com um mercado enorme cheio de produtos importados da terra do sol nascente. Cheio mesmo, com muita variedade, como eu nunca tinha visto antes e com preços ainda um pouco mais baixos que os da Liberdade!


É um tanto quanto longe da casa do namorado, mas era relativamente perto de New York, de onde pegamos apenas um navio. Sim, um navio que funcionava como um ônibus, que passava de tantos em tantos minutos e mediante pagamento de passagem! A vista parecia ser muito legal, na água, vendo os prédios da grande cidade se distanciarem um pouco... mas eu não curti muito porque estava com medo de enjoar. =P


Demoramos um pouco para decidir onde e o que comer e a maior decepção do dia foi que nenhum dos lugares aceitava cartão de crédito, só dinheiro, boooo! Para piorar, não consegui sacar usando meu cartão tupiniquim, meu namorado esqueceu o cartão do banco dele e tive…

Eataly

A definição básica do Eataly (aliás, trocadilho legal hein, hein?) seria um cantinho em New York onde juntaram muitas coisas italianas boas juntas. No mesmo espaço, é possível encontrar mini restaurantes temáticos; quiosques de sorvetes e café; mini padarias e docerias e entre eles prateleiras e geladeiras com produtos importados à venda. Praticamente um pedacinho do céu. Pena que esse pedacinho estava cheio de gente e era bem complicado andar de um lado para o outro para conhecer o que o lugar tinha de legal para nos oferecer.


Fomos almoçar tarde, já eram mais de 3 horas da tarde, e ainda assim tivemos que encarar uma fila de espera de quase 40 minutos no restaurante de massas (sim, os outros estavam mais acessíveis, mas como era a primeira vez que estava lá, eu queria mesmo era comer massaaaa). Como meu estômago estava colado nas costas, fomos tomar um sorvete para enganá-lo e matar tempo. Namorado disse que o de pistache era muito bom, só que desta vez eu escolhi um sorbet de bana…

P.F. Chang's

Comida chinesa com um toque ocidental. Pode ser um pouco herege, mas gosto muito da combinação que o P.F. Chang's oferece: um ambiente bem estiloso e agradável, sem esquecer das suas origens; atendimento atencioso e cardápio bem criativo. Aqui não há mesas gigantes com centro giratórios, mas ainda seria possível pedir vários pratos para dividir com todos - nunca pedimos muitos, mas dividimos os que pedimos!


A primeira coisa que me chamou a atenção foram as opções de chá! Alguns true demais pro meu gosto, outros bem legais. São servidos em um bule muito estiloso (e pesado), em copinhos pequenos de porcelana e acompanham saquinhos de açúcar para quem, como eu, não aguenta o tranco.


Nesta visita, pedimos de entrada o Seared ahi tuna, que era atum meio grelhado (o meio ainda fica cru, não sei se existe um nome oficial para isso), com folhas e tempero à base de mostarda picante. Estava demais, além de ser bem bonito e saudável.


Os pratos principais foram o Mongolian beef, carne em tiri…

Smore

Diretamente da terra dos gordinhos felizes, fizemos smores em uma noite fria no quintal do namorado. A tradição original é fazê-los em acampamentos, onde também se fazem fogueiras. Afinal como passar uma temporada em contato com a natureza sem abastecer a super dose diária de açúcar necessária?
Por aqui a gente não tem tanta chance de ter uma fogueira, mas não custa passar a receita.


Porções: depende do tamanhos das embalagens. Aqui a gente não teve muita escolha, tínhamos ingredientes para fazer smores para uma família inteira, haha
Nível de dificuldade: fácil, desde que você não caia na fogueira

Ingredientes:
Bolachas cracker (compramos uma com mel)MarshmallowsChocolate em barra da sua preferência, recomendo sempre os meio amargos
Modo de preparo: 
Acenda uma fogueira. Essa parte não é fácil e eu não sei como fazer uma. Se não conseguir, ache um jeito de fazer um foguinho equivalente.


Espete o marshmallow em alguma coisa, nós usamos hashis de madeira descartáveis, e coloque-o para queima…

Applebee's true

Este é um post que queria escrever a muito tempo! Como eu já tinha dito antes, no Brasil eu já dei várias chances pro Applebee's mas nunca sai 100% satisfeita. Acertam uma coisa, mas sempre escorregam um pouco em outra. Já as originais, dos EUA, são sensacionais! Nem parece se tratar da mesma franquia.


Para começar, eles têm um esquema sensacional para a hora do almoço que é um combo de entrada + 2 pratos principais por 20 doletas. Minha nossa, esse é o valor de um único prato no Brasil, convertendo para real, que ainda por cima é pior! Os atendentes também são sempre legais, com muito mais vontade de viver que os brasileiros.


Começamos sempre nossa visita com um Spinach and artichoke dip, nachos com um creme de queijo, alcachofra e espinafre. Veja como é o brasileiro:


E como é o gringo:


Pois é!

Meu prato principal foi o (segundo o cardápio) novo Chicken fettuccine carbonara, ou seja, a massa acompanhada por tirinhas de frango, cogumelos, bacon, tomates cereja, cebola e molho carb…

Strogonoff de frango do Cyber Cook

Obviamente não o fiz sozinha, mas participei e desta vez não estraguei ou explodi nada, uhul! A receita não é de mamãe e foi encontrada aqui. Não a seguimos tão à risca porque não tínhamos tudo que estava descrito, também não tivemos paciência de medir tudo milimetricamente, mas deu muito certo! A vantagem dessa receita é que não precisa flambar nada, afinal isso seria uma baita brecha para incendiar a vizinhança.

Porção: diz o site que dá 6 pratos, para nós deu 4 hehehe
Nível de dificuldade: normal, foi bem rápido até, ruim mesmo foi levar uma tábua de carne na cabeça

Ingredientes: 
2 colheres (sopa) de óleo de soja 1/2 cebola ralada 2 colheres (sopa) de extrato de tomates 1/2 xícara (chá) de leite desnatado 1 colher (sopa) de ketchup 1 colher (chá) de mostarda 1 colher (chá) de molho inglês 100 gramas de champignon em conserva picado 500 gramas de peito de frango desossado em tiras 1/2 xícara (chá) de maionese a base de leite Sal à gosto
Modo de preparo:  Em uma panela, esquente o óleo,…

Radiance Tea House and Books

Já que me viciei feio em casa de chá em São Paulo, como não procurar por uma em New York?! Graças ao Google Maps, encontrei o Radiance com opiniões muito positivas e muitas fotos detalhadas (sério, um maluquinho tirou foto de todas as páginas do cardápio e colocou lá, sensacional). Nunca achei um lugar tão bom de um jeito tão fácil!


A fachada é discreta, nem dá para imaginar o quão mágico o interior é. De repente, toda aquela barulheira e agitação de cidade grande ficam do lado de fora. Os móveis são clássicos, a iluminação segue princípios da cromoterapia (segundo namorado xD), as músicas são aquelas instrumentadas antigas e típicas da ásia; é como se fosse um mundo à parte. Os atendentes não são dos mais organizados, mas o pessoal que prepara as comidas e os chás são profissas e true ao extremo.


Como estávamos cheios, pedimos apenas uma entrada: Sticky rice and pork, ou arroz grudento (mais que o gohan) com carne de porco. Apresentação nota 10, embrulhados em folhas de lotus e muit…