Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Gyu Kaku

Enrolei e enrolei porque queria fazer um post caprichadão ao quadrado, mas acho que isso era só desculpa porque eu tava mermo era com preguiça de editar as fotos, haha! Para fechar nossa viagem meu amor à New York city, encontramos no Foursquare (quem diria) um lugar especializado em churrasco japonês, o Gyu kaku.

Chegamos logo no começo do expediente e o lugar estava vaziozão, o que nos permitiu escolher uma mesa perto da janela. Na verdade a parede toda era a janela e a vista era bonitona! A decoração dava aquele ar muito true ao lugar e em todas as mesas havia uma chapa central onde a magia acontecia. De tempos em tempos, um funcionário vinha trocar as grelhas para que os restos de uma comida não afetassem a outra, oooh! Ah sim, e nós mesmos grelhávamos a comida, achei isso muito bacaninha!


Havíamos visto do lado de fora que havia opções de porções mais baratas e combinhos durante a semana e nisso escolhemos uma sequência básica feliz. As carnes eram maravilhosas, cortadas bem fini…

The Cheesecake Factory

Aviso: este post contém duas referências do seriado The Big Bang Theory porque eu gosto mucho, hehe Admito, quis conhecer o lugar só porque a Penny trabalha lá, hehehe. Achava que era um restaurante fictício, mas ele existe mesmo e é muito bom. Tá certo que o restaurante que a gente foi era bem diferente do que aparece no seriado, bem como o uniforme das garçonetes, mas é um diferente bom. Logo na entrada, um balcão onde era vendido pedaços ou cheesecakes inteiros para viagem nos deu boas-vindas.


Esperamos um pouco para conseguir uma mesa e esperamos um pouco mais para a comida chegar, mas valeu a pena. Particularmente eu achava que o cheesecake era a principal atração da casa e que o resto do cardápio era complemento, mas o hamburguer que comi foi ótimo e com certeza um dos mais estufantes. Não posso afirmar que era melhor que o do Big Boy porque não pedi o de Barbecue (hehe).
Descobrimos um tempo depois que o lanche deles é um dos mais engordativos dos Estados Unidos, o que não sign…

El Guatón

Decidido de última hora, depois de um café da manhã tardio, fomos almoçar no El Guatón só para completar o tanque (e por isso este post será curtíssimo, heh).


Os sucos eram ótimos e vieram em jarrinhas felizes, valeu muito a pena. O serviço não foi de todo ruim mas foi um pouquinho lento...
Experimentei as empanadas de carne (muito boa, o recheio é bem parecido com a que tem na feira da República, do lado da dona Lourdes) e de queijo (que tinha muito queijo puxante e feliz, hoho!). A massa era bem fininha, leve e um tantinho crocante e por isso ganhou muitos pontos no meu conceito!


Enquanto estávamos lá, vimos uma porção lindona de carne, batatas fritas e ovo frito que alimentava uma família e ficamos na vontade de voltar só para pedir aquilo, hehe.


Ficha feliz:
Satisfação da gordinha: saiu feliz e com um baita bafinho de cebolaPreju: R$15Unidade visitada: Rua Artur de Azevedo, 906 - Pinheiros (perto da Henrique Schaumann) (11) 3085-9466Horário de funcionamento: Segunda à sexta, das 11:…

Pão de Ló

Adoro padarias e achei a Pão de Ló muito simpática logo de cara. Pena que eu não tinha tempo para parar lá e comer algo (fica para uma próxima), então demorei um tempinho para ver o que tinha de bom e decidir o que levar.


Para mim comprei um pão recheado de chocolate, que era meio folhado e com muito chocolate. Ficou muito bom depois de 17 segundos no microondas, com chocolate derretidinho, hoho! Para a família comprei um bolo integral de banana com linhaça, aveia e semente de girassol. Bom, com pedaços de banana generosos no meio, não era muito seco, mas deixava um resíduo na boca que não decidimos se era por causa de tantos grãos ou de alguma gordura sacana.


Ao contrário da Patisserie ui ui meu amor, fui com a cara deste lugar e espero um dia ir para experimentar o que eles oferecem ao vivo. Só não faço ideia de quando terei a chance de novo!


Ficha feliz:
Satisfação da gordinha: saiu feliz e curiosa pra voltar Preju: R$12Unidade visitada:Rua São Carlos do Pinhal, 451 (mais ou menos …

Fujiyama

O Fujiyama já é um velho conhecido da família, desde a época que tinha uma unidade na Faria Lima perto da Cidade Jardim (depois disso outros dois restaurantes japoneses foram abertos no mesmo lugar; acho que o lugar é amaldiçoado por espíritos de peixinhos revoltados). Geralmente encaramos o rodízio, mas nesta última visita ninguém estava com muita fome e então fomos de a la carte mesmo. Pois é, eu também não estava porque tentei ler alguma coisa no celular no carro e passei mal, hehehe.

Os sucos de lichia foram os primeiros a chegar. Segundo o garçom, eram feitos com lichias enlatadas e estava bom, ficou melhor ainda com várias pedras de gelo. O que não curtimos mesmo foi o valor dele na conta, não valeu o custo benefício! Não demorou muito para os nossos pedidos chegarem. Primeiro uma chapona de shimeji com um molho à parte de shoyu, limão, cebolinha e outras coisas que não consegui identificar  que estava coidiloko.


Com saudadinhas, pedi um chicken furai (fry), que nada mais é que …

Patisserie Douce France

A mania gorda de ter que a todo custo conhecer um lugar diferente quando estou de bobeira na rua atacou hard ultimamente porque estou fazendo fisioterapia (essa coisa de ir no mesmo lugar 10 vezes para esquentarem e te darem choque e que enche as paciência). Atualizei minha lista no foursquare e fiquei vendo que lugares estavam por perto.


E foi assim que fui aleatoriamene parar no Patisserie Douce France. Estavam há uns 20 minutos de fechar as portas, então o lugar estava vazio. Não havia tanta opção de docinhos e, fingindo que não era a primeira vez que estava indo lá graças à lição de casa que eu já tinha feito, não fui mal atendida. Foi tudo bem rápido, mas a sensação que tive é de estar em um lugar muito velho e clássico. Essa impressão era tão forte que beirava a breguice: uniforme quase de empregada das funcionárias, dourados, curvas, estofados... enfim, acho que não me sentiria à vontade ficando lá mais tempo.


Logo peguei um mil folhas e parti de volta para casa. Lá pude apre…

Vapor Burger

Um cardápio repleto de comidas engordativas preparadas no vapor. Como uma proposta tão ousada não causaria uma baita curiosidade gordinha em mim? Para completar a festa, meu amigo encontrou 100 dinheirinhos no chão e resolveu gastá-los em um almoço feliz no Vapor Burger, hehe!

A decoração é bem modernosa, o meu lado designer que curte tipos adormecido gostou muito do que viu pelas paredes e a cozinha, visível a qualquer mortal, sempre é um sinal que o recinto se garante. Nossa garçonete era bem falante e simpática, não sei se é padrão da casa ou se demos sorte!


Começamos com duas entradas, as batatas com molho gorgonzola e os calaballs, bolotinhas de calabresa com dois molhos diferentes que não me lembro quais eram. Minhas expectativas estavam altíssimas para o primeiro e no fim o segundo se saiu bem melhor. Quem sabe se o molho fosse mais forte e mais espesso para compensar a batata que estava apagada porque era só cozida? Pelo menos o milk shake de baunilha com geleia de amora estav…

Casa Garcia

Há muitos anos atrás, em uma vida anterior em que eu fiz aula de inglês, meu professor (gordinho profissa, queria poder falar com ele de gordices de novo) havia indicado a Casa Garcia, que fazia lanches responsas a um preço mui camarada. Na época, o preço camarada não era tão camarada assim, afinal vida de estudante é uma desgraça. Dizem que são os melhores anos, nunca vi mentira maior.

Guardei essa dica por muitos anos e consegui passar lá, como quem não queria nada. Difícil dar algum crédito pela fachada, escondido, com cara de antigo e com muitos produtos diversos à venda. É, parece muito com um mercadinho de bairro de nicho. Até que... você avista um balcão mágico, com muitos frios pendurados e uma vitrine simpática te chamando. Fica ainda mais surreal quando se pensa que estamos a uma quadra da Avenida Paulista!


Eu ainda ia jantar, então levei tudo para comer em casa. O lanche de salame espanhol vem em pão de forma com um queijo á sua escolha (no meu caso o charmosinho gruyere) e…

The Fifties

Minha visita mais recente ao Fifties foi há pouco tempo e não acreditei quando percebi que não havia escrito um post sobre ele por aqui ainda (tive que pesquisar, já gordinhei muito desde que comecei este blog, hehe)! Acho que foi uma das primeiras lanchonetes decentes (leia-se que não é tipo McDonald's) que conheci e a que eu tenho uma das melhores memórias de comilança feliz: fui na inauguração da unidade do Shopping Eldorado e os primeiros clientes ganhavam um vale-volta de valor ilimitado. Calcule o prejuízo que eu e meus amigos gordos de espíritos deu, hehe. Depois dessa eles nunca mais fizeram uma promoção de inauguração legal assim. xD

Mesmo com tanta história, não é uma das minhas favoritas. O lanche é muito bom, mas não chega a ser único e o atendimento varia muito dependendo da unidade, do período, da umidade do ar e da fase lunar. Focando nesta última vez, o atendimento foi muito bom porque estávamos em uma mesa gigante comemorando o aniversário de um amigo meu. A reser…